Jornal das IES

Produto da disciplina Oficina de Jornalismo Online, ministrada pelo professor Marcos Palácios. O Jornal das IES é uma produção independente que visa divulgar eventos e projetos (sociais, ambientais, tecnológicos, etc.) desenvolvidos por Instituições de Ensino Superior (IES) localizadas em Salvador.

sábado, dezembro 17, 2005

Faculdade Ruy Barbosa e Óticas Ernesto fazem doação de óculos

Em ato realizado no dia 16 de dezembro, a Faculdade Ruy Barbosa oficializou a doação de 30 óculos para a Paróquia de Santo André, localizada no bairro do Nordeste de Amaralina. A doação foi feita em parceria com a Ótica Ernesto, representada pelo seu diretor administrativo-financeiro, Marcelo Weckerle, que destacou a importância das ações de responsabilidade social por parte do empresariado.

Presente à solenidade, o responsável pela paróquia, Padre Guido, agradeceu a doação, lembrando que os óculos serão distribuídos entre os idosos atendidos pela igreja em seu projeto de alfabetização.

O diretor-geral da Ruy Barbosa, professor Antônio de Pádua Carneiro, observou que, sempre que possível, a Faculdade Ruy Barbosa busca realizar ações de solidariedade em apoio às comunidades carentes, procurando focar a sua colaboração no vizinho bairro do Nordeste de Amaralina. Recentemente, por exemplo, a Instituição assumiu o compromisso, junto à Prefeitura Municipal, de colaborar para a recuperação e manutenção de duas praças localizadas no bairro.“É uma ação de cidadania e de consciência, da qual não podemos nos furtar”, observou professor Pádua.

A Paróquia de Santo André desenvolve um importante trabalho de apoio à comunidade do Nordeste de Amaralina, com ênfase no atendimento a crianças e adolescentes. No caso do trabalho com os adolescentes, dedica atenção especial à questão da gravidez precoce, acolhendo as adolescentes grávidas e desenvolvendo campanhas de prevenção.

Fonte: FRB Notícias

quarta-feira, dezembro 14, 2005

Projeto Envelhecer Crescendo - Proec - UCSAL

Inserido no Programa Universidade Aberta à Terceira Idade PRO-UNATI desde 1999, o PROEC propõe-se a desenvolver ações sócio-educativas e culturais que possibilitem a elevação da auto-imagem e auto-estima, o resgate da dignidade e da cidadania e a melhoria da qualidade de vida dos idosos.

A principal atividade do PROEC é o grupo de convivência Renovar e Crescer, que promove apoio e ajuda mútua na busca do envelhecimento saudável e crescimento humano. Hoje o grupo é composto por 75 pessoas, de ambos os sexos, situadas nas faixas etárias que variam entre 50 e 87 anos de idade. As reuniões acontecem todos os dias pela manhã, no Campus da Federação, onde, nas segundas e quartas-feiras realizam-se atividades educativas e sócio-culturais e, nos outros dias, o grupo tem aulas de alfabetização, fruto da parceria com o Programa Educação e Cidadania da UCSal.

O desenvolvimento deste Projeto tem constatado nos seus integrantes a superação de estados depressivos, de tristeza, angústia, ansiedade e insegurança. Do mesmo modo, tem-se verificado a remoção de bloqueios que antes dificultavam as relações sócio-familiares de muitos idosos. Hoje, a totalidade do grupo mostra-se socialmente engajada, otimista e confiante e muitos conseguem fazer planos para o futuro, fato que antes era considerado impossível.

Saiba mais, clique aqui!

sexta-feira, dezembro 09, 2005

V Seminário de Avaliação da Pesquisa - UNIFACS

Comunidade científica apresenta resultados das pesquisas

O V Seminário de Avaliação da Pesquisa na UNIFACS (Semape) apresenta os resultados da produção científica e projetos de diversos núcleos de pesquisa da universidade. O evento acontece no dia 7 de dezembro, no Catussaba Resort Hotel, às 8 horas e conta com a participação do reitor Manoel Barros e de professores e pesquisadores da instituição.
Na programação, além das apresentações, estão painéis e palestras como “Propriedade Intelectual e a Lei de Inovação Tecnológica”, a ser proferida pelo professor Alexandre Paupério, diretor geral da Fapesb, e “Parque Tecnológico de Salvador – Oportunidades para a UNIFACS”, pelo professor Marcos Lima, da Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti). O evento será encerrado com um pronunciamento do reitor.

Leia mais!

quinta-feira, dezembro 08, 2005

Balcão de Justiça e Cidadania


O Balcão de Justiça e Cidadania é um projeto do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia, executado por instituições de ensino superior como as Faculdades Jorge Amado, a Universidade Católica do Salvador e a Faculdade Ruy Barbosa, que tem por objetivo descentralizar, democratizar e informalizar os serviços de justiça e contribuir para a formação humana e técnica de operadores do Direito e de outros profissionais.

O Projeto é realizado em espaços organizados em bairros populares e oferece: orientação sobre direitos e deveres, assessorando indivíduos, grupos e organizações; mediação e conciliação de conflitos, celebrando acordos entre os interessados ; encaminhamentos para órgãos públicos e organizações não governamentais quando as demandas se referem a serviços que não podem se prestados no Balcão.

Além disso, realiza cursos, seminários e outros programas de informação sobre direitos humanos e participa de fóruns, comissões e campanhas de interesse da cidadania, a exemplo do Fórum Comunitário de Combate a Violência e das campanhas de registro civil e de desarmamento. O caráter democrático do Balcão implica em intensa articulação com as organizações representativas das comunidades, que indicam pessoas para as funções de agentes de cidadania, participam da definição dos locais e horários de funcionamento dos serviços e apontam necessidades específicas a serem atendidas ou encaminhadas pelos balcões.

O atendimento, nos balcões, é feito por agentes de cidadania e estudantes de Direito das instituições integrantes, supervisionados e acompanhados por advogados e orientados e apoiados por uma Coordenação.

Ao aproximar-se da realidade dos bairros pobres de Salvador, o estudante tem oportunidade de conhecer as dramáticas condições de sobrevivência de grande parte do nosso povo e conhecer, também, suas potencialidades. Este conhecimento tem gerado compromissos importantes de solidariedade e responsabilidade social. Os estudantes vinculam-se ao Balcão por contrato de estágio remunerado e são selecionados através de questionários escritos e entrevistas, em processo aberto por edital, lançado pelas coordenações dos cursos e coordenação do projeto.

sábado, dezembro 03, 2005

Semana de Software Livre começa segunda

Como parte da II Semana de Software Livre iniciada na sexta-feira, o professor Paulo Dias, da Universidade do Minho, Portugal, abre o "Seminário de Tecnologia e Novas Educações", segunda-feira (5), às 9h30, na Faculdade de Educação da UFBA. O evento busca dar continuidade às ações do Projeto "Sou Livre Também", que pretende mobilizar a comunidade universitária para o debate sobre software livre e inclusão digital. Na programação, mesas redondas, palestras, oficinas abertas ao público. Às 19 horas, tem lançamento, na Livraria LDM, na Faced, dos livros “Tecnologia e Novas Educações”, organizado por Nelson Pretto; “Escola Aprendente: para além da Sociedade da Informação”, de Maria Helena Silveira Bonilla; e “Tecnologias Inteligentes e Educação: currículo hipertextual”, de Arnud Soares de Lima Jr. A iniciativa é do Grupo de Pesquisa em Educação, Comunicação e Tecnologias (GEC) da Faced. Mais informações no site www.faced.ufba.br.

FONTE: Ufba em pauta

sexta-feira, dezembro 02, 2005

Estação Cidadania - FTC

A comunidade do Bairro da Paz reativou seu mais antigo canal de informação, cultura e cidadania: a RCA - Rádio Comunitária Avançar. O projeto de revitalização, chamado Estação Cidadania, partiu de uma parceria entre a FTC Salvador, UNESCO, Associação de Moradores do Bairro da Paz, Fundação Cidade Mãe e Fundação Dom Avelar.Inicialmente, 15 professores da Instituição ministraram um curso preparatório de radialismo e cidadania para 26 jovens do bairro. Em seguida, foram adquiridos os equipamentos da rádio e a Fundação Dom Avelar construiu um novo estúdio para abrigá-los. A RCA é operada por uma equipe de oito jovens radialistas, moradores do bairro. A programação é diversificada, conciliando música, programas educativos e jornalismo.

Conheça outros projetos da FTC. Clique aqui.

sábado, novembro 26, 2005

II Unifest apresenta nova direção para MPB


“O circuito universitário tem um papel crucial na definição de novos cenários musicais”. Quem fala é o poeta e compositor José Carlos Capinam, sobre o II Festival Universitário de Música (II Unifest), cujos vencedores serão conhecidos neste fim de semana. Capinam será jurado na final do festival, domingo (dia 27), na Concha Acústica do Teatro Castro Alves. Estão no páreo 16 canções de estudantes de todo o estado, sendo três da UFBA. A Universidade Estadual da Bahia (UNEB) também tem três canções concorrentes. As universidades Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), Católica do Salvador (UCSAL), Estadual de Feira de Santana (UEFS) e a Faculdades de Tecnologia e Ciências (FTC) estão representadas por duas canções estudantes cada uma.

Ganhador do Festival Nacional da Música de 1967, promovido pela TV Record, com a música “Ponteio”, composta em parceria com Edu Lobo, Capinam situa os músicos universitários no cenário da música nacional: “Tenho certeza de que serei positivamente surpreendido com o festival. A possibilidade de contribuição do pessoal do Unifest para a MPB é enorme. Devemos prestar atenção nos artistas sem exposição, não só apenas naqueles lançados pela indústria cultural”.

O estudante de Sociologia da UFBA Emerson Mariano, que participará da final com a música “A Lei de Murphy é inviolável”, faz uma avaliação das canções finalistas: “Acho que o nível das composições continua muito bom, maior inclusive que no ano passado. Se houvesse prêmios para os seis ou sete primeiros, seria justo”. Os três primeiros colocados e o melhor intérprete serão premiados com gravação de CD, participação no Festival de Verão Salvador, no Programa MPB de Música e do Projeto Pelourinho Dia e Noite, além de prêmios em dinheiro. Mariano já participou da primeira edição do festival, no ano passado, e ficou em terceiro lugar, com a composição “Não sacaneie meu fusca”. Depois dos estudantes, a banda Lampirônicos fará show de encerramento.

Fonte: Ufba em Pauta